Final de ano e retrospectiva é o exemplo de casal que nasceu um para o outro. Você liga a televisão e os diversos canais apresentam os principais fatos do ano, o que é sempre legal, exceto naquele ano em que a execução do Saddam Hussein ocorreu se eu não me engano em 30 de dezembro, depois da exibição da maior parte das retrospectivas… E com o Histórias de Cego não seria diferente.

 

Para você que estava sempre correndo quando um e-mail de Histórias de Cego invadia a sua caixa, esta é a chance de ler os episódios que você perdeu, tudo com bastante calma, nas semanas em que o blog faz seu recesso de fim de ano.

 

Desde setembro, foram 16 textos publicados, com um total de 157 comentários. Nesses quatro meses de vida, o Histórias de Cego já parou no O Globo, já foi matéria no Canal Futura e até virou artigo nas páginas do A Voz da Serra, mas ele enfrenta agora o seu maior desafio: o crivo de vocês. E aí eu quero saber: qual foi para você o melhor episódio de Histórias de Cego? E o pior? Qual é o caminho que você acha que o blog deve seguir em 2014? Deixe suas opiniões no espaço de comentários ou envie um e-mail para mlacevicius@gmail.com. Todos os comentários, e-mails e ains serão devidamente respondidos, como sempre tenho procurado fazer. Os links para todos os 14 textos publicados seguem abaixo.

 

Deixo meu muito obrigado a todos os leitores, a todos os que divulgaram a coluna, ansiando por sua participação. Sem os leitores, este blog não significa nada. Voltamos em 21 de janeiro de 2014.

 

Histórias de Cego 0 – O Retorno

Histórias de Cego 1- A Primeira Esmola a Gente não Esquece

Histórias de Cego 2- Não Enxergamos os Obstáculos

Histórias de Cego 3 – O Mundo na Ponta dos Dedos

Histórias de Cego 4 – Os Micos que o Cego Paga

Histórias de Cego 5 – Os Malucos de Cada Dia

Histórias de Cego 6 – os Álbuns Fotográficos dos Cegos

Histórias de Cego no Globo

Histórias de Cego 7 – O Pior Cego

Histórias de Cego 8 – Apenas uma Questão de Direção

Histórias de Cego 9 – O Patinho Feio da Acessibilidade

Histórias de cego 10 – As Dez Melhores Coisas de Ser Cego

Histórias de Cego 11 – De onde menos se espera

Histórias de Cego 12 – Vida e Obra de Tartaruga Né

Histórias de Cego 13 – Tateando por Aí

Histórias de Cego 14 – O Dia em que Caminhei em Duas Rodas

 

26 de dezembro de 2013

Histórias de Cego – Retrospectiva 2013

Final de ano e retrospectiva é o exemplo de casal que nasceu um para o outro. Você liga a televisão e os diversos canais apresentam os […]
17 de dezembro de 2013

Histórias de Cego 14 – O Dia em que Caminhei em Duas Rodas

Não enxergar é bem complicado, porque você não vê os caminhos, não enxerga os obstáculos, não tem acesso a muitas informações visuais do mundo que nos […]
10 de dezembro de 2013

Histórias de cego 13 – Tateando por Aí

  Acho que todo o cego já ouviu alguém dizer que “Deus tira uma coisa mas sempre dá outra”, a versão deficiente visual do famoso “Deus […]
03 de dezembro de 2013

Histórias de Cego 12 – Vida e Obra de Tartaruga Né

A primeira coisa que aprendi com Tartaruga Né é que achar que esses répteis são apenas lentos e desajeitados é o mesmo que a gente que pensa […]
Curta vocë também a Urece no Facebook!